A organização na vida de Kalinka Carvalho

Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

 

Kalinka Carvalho é uma pessoa organizada. A organização sempre foi um hobby na sua vida. Em 2010 ela pesquisou e descobriu que existia uma profissão relacionada com o assunto e resolveu fazer um curso. E a organização é tão presente em sua vida que hoje ela é personal organizer e ajuda outras pessoas a conseguirem se organizar por meio de consultorias online, palestras e pelo seu blog. Conheça um pouco mais da entrevistada de hoje.

– para quem não te conhece, quem é Kalinka Carvalho?

A Kalinka é uma mulher de 30 anos, mas que tem a alegria e o espírito de uma jovem de 19 anos. Meu lema de vida é alegria atraia alegria. Portanto sorria e seja feliz. Gosto de contagiar todos a minha volta com a minha alegria e estou sempre querendo ajudar o próximo.

– no que você já trabalhou?

Eu comecei a trabalhar com carteira assinada aos 19 anos como recepcionista no colégio em que estudei durante 12 anos. Logo depois comecei a cursar publicidade e propaganda em uma grande universidade. O sonho de ser publicitária eu herdei do pai que faleceu quando eu tinha 9 anos. Não demorou muito para me tornar estagiária na área de eventos da universidade que trabalhava. Sempre com meu jeito alegre e proativo de ser fui crescendo e ganhando oportunidades. Fui efetivada e trabalhei como assistente administrativa, de eventos e de marketing. Ah! A paixão por organizar eventos vinha desde a época do colégio, quando organizei diversos eventos como um sarau beneficente  para arrecadar agasalhos e um luau de fim de ano.

Em 2012 terminei a faculdade em meio a muitos desafios, pois no caminho perdi minha mãe. Sou filha única por parte de mãe e tenho três irmãos por parte de pai. Mas sempre lutando para conseguir tudo que queria. Continuei crescendo dentro da empresa e me tornei analista de marketing júnior e depois pleno.  Sempre me dediquei demais a tudo que fazia e com meu jeito perfeccionista de ser as vezes me cobrava até demais,  mas nunca deixei meu lado alegre e prestativo de lado.

Atualmente sou uma consultora, palestrante e blogueira de organização. Há um ano e meio fui morar no exterior para estudar e em paralelo comecei a me dedicar ao meu blog e canal. Nele eu dou dicas de organização pessoal, residencial e eventos e disponibilizo listas e checklists gratuitos para download.

– hoje você é personal organizer, certo? Por que essa mudança na carreira?

A organização sempre foi um hobby para mim. Quando me sentia estressada lá ia eu organizar papéis e armários, isso me relaxava. Pesquisando na internet sobre o assunto descobri que existia uma profissão chamada personal organizer e resolvi fazer um curso em 2010. Quando fui para os Estados Unidos meu blog cresceu e tornou-se referência na área.

– você se sentia infeliz profissionalmente?

Eu nunca me senti infeliz, pois meu lema sempre foi a alegria, mas chegou uma época que senti que já tinha feito muito pela empresa e precisar tomar outros rumos. Em 2014 pedi demissão da empresa que trabalhei durante sete anos e fui para os Estados Unidos estudar. Após um ano e meio estou retornando dos Estados Unidos como referência na área de marketing para personal organizers.

– como é o seu trabalho hoje? O que exatamente você faz?

Atualmente ganho dinheiro por meio da monetização do blog, presto consultorias online e presenciais em organização e sou palestrante.

– se sente feliz profissionalmente?

Me sinto realizada pois consegui unir tudo que gosto em um só lugar. Amo os temas organização e marketing, sempre amei ajudar as pessoas e posso trabalhar de qualquer lugar que eu esteja. Me tornei uma empreendedora digital.

– como foi a tua transição de carreira?

Enquanto ainda era analista de marketing, eu fazia alguns trabalhos como personal organizer, mas a transição aconteceu quando fui para os Estados Unidos. Continuei escrevendo para o meu blog, ele começou a ter visibilidade, tive o primeiro convite para palestrar e depois outro e outro e assim foi naturalmente.

– em que momento você percebeu que não queria mais trabalhar como publicitária?

Na verdade eu nunca atuei como publicitária, comecei trabalhando com eventos, depois fui para área de comunicação e depois de organização. O que aprendi na universidade de publicidade me ajudou com os conhecimentos e com habilidades que uso em tudo que faço em minha vida e no meu negócio atualmente.

– foi um hobby que se transformou em profissão? Se sim, o que você precisou fazer para transformar o que era um hobby no seu trabalho?

O hobby se tornou profissão. Nada foi feito para mudar. A vida fez com que as coisas fossem acontecendo.

 

031

– se arrepende de ter tomado essa decisão?

Nāo. Na verdade eu nāo me arrependo de nada. Costumo planejar muito, mas as vezes as coisas acontecem e temos que nos adaptar. Descobri que adaptação é muito importante. Eu sempre vou procurar o lado bom das coisas.

– como foi o apoio da família para essa mudança?

Já não tenho meus pais vivos e sempre fui muito independente. Meu marido sempre me apoiou.

– hoje você trabalha em home office? Como é sua rotina?

Trabalho de casa ou de qualquer lugar que esteja. Procuro fazer sempre uma atividade física, me alimentar bem durante o dia e beber muita água. Tenho sempre listadas as minhas prioridades do dia e meu espaço de trabalho é super organizado para que eu possa manter o foco e a produtividade. No meu blog já escrevi como organizar seu home office.

– o que as pessoas que você conhece acham de você trabalhar em home office?

Algumas acham que eu nāo trabalho, que simplesmente fico em casa. Mas como isso é uma tendência de mercado, aos poucos as pessoas se acostumam.

– você também tem um site. Seu trabalho é mais online ou você vai aos locais também quando contratam teu serviço?

Como estava fora do país, fazia apenas consultorias online. Agora que voltei ao país farei projetos presenciais também.

– você é bem remunerada?

Ainda nāo ganho quanto gostaria, mas estou trabalhando para isso.

– já enfrentou dificuldades financeiras?

Sempre fui uma mulher muito independente. Gosto de te meu próprio dinheiro para fazer as minhas coisas e gosto de guardar dinheiro para eventuais imprevistos. Meu marido também trabalha. Entāo nunca tivemos problemas.

– pensa que o trabalho pode não dar certo? Como lida com essa questão do medo?

Se nāo der certo, eu mudo, procuro outra coisa. Acredito muito no meu potencial e no que tenho a oferecer. Entāo em qualquer coisa que eu quiser vou conseguir sucesso. Pode demorar, mas tenho certeza que vou conseguir.

– como você avalia sua carreira depois da mudança?

Estou muito feliz de trabalhar e fazer aquilo que gosto. Mudança é sempre necessária e dá um gás novo a vida.

030
– quais as dificuldades que você encontrou pelo caminho?

Mudança sempre é complicado e mudar a rotina também, mas a gente se adapta. Ter amigos e família por perto é fundamental para se criar uma base sólida.

– você investiu muito para iniciar nessa nova carreira?

Fiz cursos, comprei livros, estou sempre em busca de novos aprendizados. Acredito que isso seja fundamental para o sucesso.

– acredita ser um bom mercado para quem quer empreender?

O mercado de personal organizer vem crescendo. A profissāo nāo é nem reconhecida e nem regulamentada, mas é de suma importância para a qualidade de vida das pessoas e das empresas.

– sua profissão não é muito conhecida de modo geral. Como você lida com pessoas que não entendem o seu trabalho e acabam não respeitando o que você faz?

Meu objetivo é divulgar o trabalho e ajudar as pessoas a conhecerem a profissional de organizaçāo. Pode ser que daqui algum tempo as pessoas perguntem qual o nome da sua personal organizer, assim como perguntam qual o nome do seu médico (brincadeira).

– qual teu propósito de vida?

Ajudas as pessoas a encontrarem as ferramentas corretas para se  organizarem.

– por que você acha que as pessoas tem tanto medo de colocar as ideias em prática?

Pode ser medo ou falta de foco. No segundo caso a organização pode ajudar a ter mais foco e ser mais produtivo colocando as ideias em prática.

– que dica você daria para alguém que quer empreender?

Planejamento é fundamental. Ele nada mais é do que organizar as ideias e informações necessárias para poder empreender.

– o que você diria se uma pessoa te falasse hoje que não consegue sair de seu trabalho e tentar empreender?

Querer é poder. Se nāo consegue é porque nāo quer. Confie em você e vá em frente.

– e o que você diria para aquelas pessoas que querem empreender, mas não sabem por onde começar, tem medo e receio do que as pessoas vão dizer? Que dica você daria para essas pessoas?

Vá com calma, se organize e nāo seja radical. Pense bem antes e se planeje para empreender.

5 comentários em “A organização na vida de Kalinka Carvalho

    • 3 de setembro de 2015 at 15:38
      Permalink

      Eu que agradeço pela entrevista Kalinka.

      Vai inspirar muita gente!

      Abração!

      Responder
  • 3 de setembro de 2015 at 16:23
    Permalink

    Amei a entrevista!
    Kalinka, você me inspira!
    Estou louca para iniciar cursos de Personal Organizer e dar uma reviravolta em minha vida, pois já é um sonho antigo. Continue, guerreira!
    Parabéns ao site!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

operations management homework help personal statement service uk how much does it cost to write a research paper persuasive essays for high school students essay writing organization