Os bastidores do trabalho home office

Fotos: Divulgação/Pixabay

Fotos: Divulgação/Pixabay

Trabalhar em casa é o sonho de muita gente que busca mais independência, tempo para passar com a família, a possibilidade de fazer seus próprios horários e não precisar pegar trânsito. É ótimo, eu confesso. Não troco mais esse estilo de trabalho por nada. Tenho outra vida depois que fiz essa mudança. Mas, para esse estilo de trabalho dar certo, você precisa ser organizado e ter planejamento. Tudo é motivo para distração e isso pode se tornar um grande problema. Ressalto mais uma vez que é muito melhor trabalhar em casa, mas pode ser que não seja para você. Então vou contar um pouco mais de como é trabalhar dessa forma para que fique claro que nem tudo são flores.


Faço meu próprio horário. Verdade. Isso é sensacional. Não preciso bater o cartão e nem vou ter alguém reclamando por eu chegar atrasado. Levanto, tomo café e vou trabalhar. Só não posso dizer que caminho poucos passos até chegar até o meu home office porque preciso subir uma escada para tomar café. Fora isso, em poucos minutos já estou de volta para começar a trabalhar. Isso quando estou em casa. Quando durmo na casa da minha namorada, levantamos, tomamos café, levo ela até a parada de ônibus para ela ir trabalhar e volto para casa. Meu carro fica o dia inteiro dentro da garagem, sem pegar sol e chuva e evitando assim algumas ferrugens que surgiram quando ele ficava o dia inteiro na rua. Bom, parece que tudo é maravilhoso.

Mas quando eu digo que faço meu próprio horário, não significa que trabalho menos. Muito pelo contrário. Trabalho muito mais do que antes, mas eu me organizo. Digo isso porque além do site, faço assessoria de imprensa para uma empresa, escrevo para uma revista e para uma agência. Pode parecer muito, mas com organização consigo dar conta e ainda sobrar tempo. E o melhor, sem nem precisar sair de casa.

Costumo me organizar para trabalhar durante o dia. Principalmente de manhã, que já percebi que tenho um rendimento melhor e estou mais inspirado. Mas nem sempre consigo, já que posso precisar ir para o Centro, ir ao médico ou resolver algum problema de trabalho, o que só é possível durante o dia. Por isso algumas vezes já fiquei trabalhando até um pedaço da noite porque tinha algum trabalho atrasado. Não acho ruim isso, mas tem gente que não gosta. Estou trabalhando dentro da minha casa e ouvindo um bom som. O problema disso é se você não gostar do trabalho que está fazendo.

Estar em casa é sinal de distração. Outra verdade. Em casa tem televisão, geladeira e a sua cama. Não costumo trabalhar perto da geladeira e da televisão, nem tenho o costume de deitar durante o dia. Mas confesso que a própria internet as vezes me distrai um pouco e quando vejo já passou muito tempo. Por isso é tão importante ser organizado e planejar certo o que será feito. Eu costumo ter uma lista de atividades para fazer em cada dia. Se terminar, é sinal que deu certo e o que fizer a mais é lucro. Se não terminar, fico até terminar a maioria.

Trabalhar em casa não é sinônimo de menos trabalho

Trabalhar em casa não é sinônimo de menos trabalho

As pessoas não acreditam que você está trabalhando. Isso me irrita muito, mas faz parte de nossa cultura e espero que com cada vez mais profissionais aderindo ao home office mude um pouco o pensamento das pessoas daqui alguns anos. Já começa em casa o problema. Por já ter dito que faço meu próprio horário, meus pais devem achar que não faço quase nada mesmo. Várias vezes minha mãe já me pediu no meio da tarde para levar ela no mercado, ir visitar alguém ou fazer algo no Centro. E eu sempre digo que estou trabalhando, mas não adianta nada. Algumas vezes eu parava tudo e levava, e até levo se for rápido, mas já disse que não muitas vezes e parecia que eu não queria ajudar ela.

O que acontece comigo também é que as vezes algumas pessoas vem visitar minha mãe no meio da tarde. A casa que moro é de dois andares. Em vez da minha mãe ir no segundo andar com as visitas, ela vai no primeiro, que é onde está meu escritório. Como eu não faço nada o dia inteiro, segundo ela, preciso “dar atenção” para as visitas. Se não der, é porque não sou educado e não gosto dos meus familiares.

Ninguém entende o que realmente você faz. Explicar o que eu faço é um verdadeiro problema. A maioria das pessoas não sabe o que é assessoria, o que já complicaria mesmo se eu trabalhasse em uma empresa. E do site eu nem falo muito, até para não dar muita explicação, já que eles nem entenderiam. O que costumo dizer é que faço textos para empresas. Quando dizia que fazia assessoria, as pessoas olhavam com uma cara de “não entendi, mas nem vou perguntar”. E ainda tem os que perguntam. “Mas você faz tudo de casa mesmo? Ahh tá”. Nessa hora eu tenho certeza que devem estar pensando que eu fico o dia inteiro no facebook.

As pessoas não são acostumadas com esse estilo e por isso estranham. Trabalhar para elas tem que ser das 8h às 18h, com carteira assinada e precisamos estar arrumados e dentro de uma empresa. Uma conversa franca com os pais pode ajudar a fazer com que eles entendam, mas aqui em casa ainda não deu certo.

 

Quem trabalha no estilo home office pode trabalhar de qualquer lugar

Quem trabalha no estilo home office pode trabalhar de qualquer lugar do mundo, basta ter internet


Posso trabalhar de qualquer parte da casa
. Isso é muito bom. Como fico muitas horas sentado, procuro não ficar o tempo todo no meu escritório montado no porão. Quando minha mãe não está, quase sempre venho na sala de casa, fico sentado no sofá e trabalho ali. Posso pegar alguma comida na geladeira e comer enquanto estou trabalhando na mesa da cozinha. Enfim, com um notebook não preciso ficar preso a um único lugar da casa. E também posso trabalhar de qualquer lugar que tenha internet, o que é fantástico. Não tenho um ponto fixo de trabalho e isso por si só já é sensacional.

Tenho mais qualidade de vida. Isso é fato. Durmo melhor e não preciso acordar muito cedo, já que trabalho em casa. Também almoço em casa, o que é muito melhor que um restaurante, e trabalho até onde conseguir ser produtivo, sem ter nenhum chefe ou alguma pessoa exigindo.

Se não estiver inspirado, posso descansar um pouco. Nessas horas você vai perceber como é melhor estar em casa. Sabe aqueles momentos que estamos no trabalho e simplesmente não rende? Por mais que sobre tempo para terminar as tarefas, naquela hora você percebe que não adianta insistir. Se está no trabalho, vai ficar olhando sites ou o facebook e esperar chegar às 18h. Em casa é diferente. Quando não estou me sentindo produtivo, paro para fazer um lanche, tomo banho, fico sentado alguns minutos e depois tento novamente trabalhar. Sempre costuma dar certo. Mas, se não der, a opção é ir deitar e descansar, mas sabendo que quando levantar ou no dia seguinte terá mais trabalho a ser feito e, portanto, precisa ter mais inspiração.

Gosto muito de falar sobre esse assunto e sou um grande defensor do trabalho home office. São muito mais vantagens do que desvantagens. O assunto é tão amplo que voltarei a escrever sobre o tema. Por hoje, fiz uma espécie de “resumo” (mas acabou ficando meio grande) do que mais se comenta sobre isso. Espero que gostem.

4 comentários em “Os bastidores do trabalho home office

  • 13 de fevereiro de 2015 at 00:20
    Permalink

    Excelente texto, mestre Dieverson!!! Parabéns pela clareza do seu depoimento e por sua força de vontade e determinação!!! Muito inspirador, mesmo!!!
    Essa “solidão”, por seguir um caminho pouco convencional, parece que é um fator que nos une, nós, Empreendedores Digitais!!! O caminho dos precursores, geralmente, é mais árduo, mas os resultados, normalmente, são melhores!!!
    #GRATIDÃO por traduzir em palavras muitos dos meus sentimentos e percepções!!! 😉
    Um forte abraço!!! 😉

    Responder
    • 13 de fevereiro de 2015 at 16:50
      Permalink

      Fala mestre Claudio. Que honra receber um comentário teu por aqui.
      Com certeza nos une. Encontramos entre nós pessoas que estão seguindo o mesmo caminho e isso ajuda bastante e nos motiva.

      O caminho é difícil, a gente sabe. Mas é muito prazeroso, não é mesmo?

      Grande abraço amigo!

      Responder
  • 13 de fevereiro de 2015 at 02:34
    Permalink

    É isso aí Dieverson, nem tudo são flores, não é mesmo? Acredito que as principais dificuldades sejam estas que você citou, planejamento e organização.

    Responder
    • 13 de fevereiro de 2015 at 16:47
      Permalink

      Com certeza Viviane. Nem tudo é tão bonito como parece. Mas se você consegue se organizar e planejar seu dia, tira de letra. É muito bom, eu garanto.

      Abração!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

writing academic essay mba essay services writing my essay help writting papers write an apa paper for me